Simone de Beauvoir um dia escreveu: "ninguém nasce mulher, torna-se mulher." E quem pertence a este sexo que a sociedade diz ...

Tornar-se

10:46 Islanya Gomes 2 Comentários



Simone de Beauvoir um dia escreveu: "ninguém nasce mulher, torna-se mulher." E quem pertence a este sexo que a sociedade diz ser um enigma sem respostas, sabe da veracidade desta frase. Para tornar-se, é preciso descobrir-se. Como a Lagarta Azul interrogou Alice, quando ela, aflita, procurava pela resposta de quando voltaria ao seu tamanho normal. Como uma lagarta, também, precisa perceber o que é para posteriormente transformar-se em uma linda e colorida borboleta.

Passamos por uma crise - se é que podemos chamá-la assim -, crise de identidade talvez. Vai muito além de questão de gênero. É sobre comportamento. Sobre aprovação. Sobre milhares de perguntas que rondam as tais mentes femininas. Algumas até poderão dizer: quando irei me tornar mulher? E outras: quando me tornei mulher? Foi no momento da minha infância, quando percebi que urinava sentada e os meninos em pé? Foi quando me apaixonei por um garoto pela primeira vez, lá pelos meados de minha pré-adolescência? Ou quando minha menarca veio, fazendo-me sentir estranha e recebendo várias "tarefas de mocinha" nos lombos? Ou quando me senti diferente ao perceber desejos novos que começaram a aflorar em mim, fazendo meu hormônios quase transbordarem pela minha pele?

Pois digo, agora por ter a certeza, que nenhum destes citados pode vir a ser um momento considerado o ponto de partida da vida de uma mulher. Eles não são essenciais, você pode encará-las de modo diferente, pode viver situações completamente contrárias à elas. Nenhum define o que você é. E o quanto de mulher você tem. Torna-se mulher quando percebe-se que ser uma, nesse mundo, nunca foi fácil. E que o que já conseguimos melhorar não é o bastante. É ter se sentido inferior em algum momento da vida, porque te rotularam, te julgaram, te feriram, por não responder aos padrões que te imporam. Que, se vivermos debaixo do patriarcado, nunca seremos boas o bastante, simplesmente pelo fato de termos o que temos entre as pernas. Não deixe-se ser controlada e aprisionada, você sabe que é mais do que isso, que pode mais do que isso. Somos mais que a definição do dicionário, mais do que o modelo de "mulher ideal para um homem". Tornamo-nos mulheres quando olhamos para o lado e vemos que há uma de nós precisando também de sororidade e empoderamento. Tornamo-nos mulheres quando vemos que onde há luta, pode haver também beleza. E que estamos no caminho certo para um mundo mais equânime.

É, Simone. Ninguém nasce mulher, torna-se mulher. E isso acontece, completo, à partir do instante em que ninguém faz as suas regras, além de você mesma.

2 comentários:

  1. Adorei o texto ♥ Realmente, uma questão dificil, as vezes paro e me pergunto; Quando foi que me tornei uma mulher? Acho que foi aos meus 16 anos, quando comecei a ver a vida de uma forma bem diferente. Uma beijoca amore!


    Blog Querida Hanny

    ResponderExcluir
  2. Que excelente crônica, conhecia a citação já, e cada vez mais nós somos mulheres antes mesmos de chegar a um dia pensarmos como seremos mulheres com tal idade...

    • Post no Blog http://migre.me/wk522
    • Ig do Blog https://www.instagram.com/blogloveinred

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Obrigada e volte sempre! ❤

P.S: Comentários de baixo calão, spam e apenas de divulgação serão ocultados.